CASA PIA DE LISBOA CONTRATA ILEGALMENTE

CASA PIA DE LISBOA CONTRATA ILEGALMENTEO Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Sul acusou hoje a Casa Pia de Lisboa de adjudicar ilegalmente a uma empresa de prestação de serviços a contratação de 12 técnicos para trabalharem nos lares de acolhimento. "Devido à grave falta de pessoal", o Conselho Directivo da Casa Pia de Lisboa (CPL) "decidiu ilegalmente adjudicar a contratação de 12 técnicos superiores a uma empresa de consultoria de gestão e de prestação de serviços, para trabalharem nas suas residências de acolhimento" de crianças e jovens, afirma em comunicado o sindicato.

FIEQUIMETAL ESTABELECE UM ACORDO DE REVISÃO SALARIAL COM A ASSOCIAÇÃO PATRONAL NORQUIFAR

NORQUIFAR

A Fiequimetal e a associação patronal Norquifar (Associação Nacional de Importadores, Armazenistas e Retalhistas de Produtos Químicos e Farmacêuticos) estabeleceram um acordo de revisão da tabela salarial e demais matérias de expressão pecuniária do contrato colectivo de trabalho. Esta revisão vem melhorar as condições de trabalho em matéria de remunerações certas mínimas, assim como outras matérias pecuniárias, deixando praticamente intactas as questões de clausulado geral. Estes valores, que como o próprio nome indica, são indicativos mínimos para o sector, o que nada impede as empresas de pagar acima da tabela. O comunicado aos trabalhadores alerta para essa situação, assim como apela aos trabalhadores que organizados no seu sindicato (SITE-CSRA) mantenham as suas propostas reivindicativas de forma a recuperar o poder de compra perdido e a garantir a melhoria das suas condições de vida e de trabalho.

“NOVA” PASTELARIA MEXICANA - A ESPLANADA VOLTOU A ABRIR COM ALGUMA DESILUSÃO

pastelaria mexicana lisboaRealizou-se no dia 18 de Fevereiro a festa de inauguração da remodelada Mexicana, emblemática Pastelaria na Avenida Guerra Junqueiro em Lisboa, que após obras de restauro voltou a abrir no passado dia 4 de Dezembro de 2015. Restaurada ao ponto em que o realizar de um sonho, destruiu a qualidade de vida dos trabalhadores. Durante este processo os trabalhadores tiveram, com o apoio do seu sindicato - Sindicato da Hotelaria do Sul - de defender os seus postos de trabalho, e foram obrigados a abdicarem dos seus salários e antiguidade, com a imposição de manter os seus postos de trabalho recebendo somente o salário mínimo nacional. O sonho de uns, como veio reportado no Jornal de Noticias à data de abertura, nunca poderá ser o de destruir a vida de outros.

STML ASSINA ACEP COM A J.F. DE BENFICA QUE MANTÉM AS 35 HORAS DE TRABALHO

stmlO Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisboa (STML), assinou na passada semana o ACEP (Acordo Colectivo de Empregador Público) com a Junta de Freguesia de Benfica, levando por diante o objectivo que este sindicato persegue, celebrar ACEP's com todas as Juntas de Freguesia do Concelho de Lisboa, no sentido de não só manter as 35 horas semanais a todos os trabalhadores associados, como também assegurar outras garantias e direitos que, não estando previsto na legislação geral, possam ser consagrados em contratação colectiva. Reafirmam assim o entendimento de que o Poder Local Democrático deve ser autónomo, exigindo a publicação de todos os ACEP's livremente assinados entre autarquias e sindicatos.

ISS TENTA DESPEDIMENTO COLECTIVO DE 135 TRABALHADORES!

ISS empresas limpezas STADA ISS, empresa do sector das limpezas, está a enviar cartas para despedimento a 135 trabalhadores. O STAD, sindicato representativo destes trabalhadores, denúncia ainda a forma como este despedimento foi anunciado, apenas com o envio de cartas aos trabalhadores e afastando os representantes dos trabalhadores deste processo. O sindicato promove hoje plenários com estes trabalhadores com vista a uma resposta colectiva que trave este despedimento e evite assim que 135 trabalhadores fiquem sem trabalho.

Ler comunicado do STAD aos trabalhadores.

A OIT CONFIRMA QUE A POLÍTICA DE DIREITA AGRAVOU AS DESIGUALDADES E O EMPOBRECIMENTO

OIT Organização Internacional do TrabalhoO estudo realizado pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) concluiu que a desregulação das relações de trabalho, nomeadamente com a facilitação dos despedimentos e a redução das indemnizações, associada à recessão económica, contribuiu decisivamente para o aumento do desemprego e a destruição de 650 mil postos de trabalho, em termos líquidos, nos últimos sete anos.

Ler circular da CGTP-IN sobre estudo da OIT.

BENETTON – QUER IMPOR BANCO DE HORAS

banco de horasInstrumento de desregulamentação de horários de trabalho e exploração dos trabalhadores. Diz não ao banco de horas! A Benetton quer impor o banco de horas nas suas lojas, e entregou no dia 4 de Janeiro um documento aos trabalhadores para eles assinarem em como estão de acordo com a implementação do banco de horas individual. Com este regime a jornada de trabalho poderá ser prolongada até 50 horas semanais, para os horários de 40 horas. Os trabalhadores poderão ser só avisados com 24 horas de antecedência. Os trabalhadores têm 14 dias para recusar. É preciso combater a desregulamentação dos horários de trabalho, o patronato tem ambicionado com este regime aumentar os seus lucros por via do aumento da jornada de trabalho e do embaratecimento do custo do trabalho. O banco de horas tem consequências gravíssimas para os trabalhadores, desorganizando a sua vida pessoal e familiar, aumentando os ritmos de trabalho, desvalorizando o valor do trabalho e contribuindo para o aumento do desemprego.

Está em... Home Emprego