Acção reivindicativa

Avançar é preciso!  

Aumento geral dos salários|35 horas para todos| Erradicar a precariedade| Defender a contratação colectiva! 

A CGTP-IN decidiu realizar uma manifestação nacional, já no próximo dia 20 de Novembro, em Lisboa, do Marquês de Pombal aos Restauradores. Num momento em que cresce as desigualdades sociais, os baixos rendimentos de uma parte significativa da população e a pobreza constituem traços estruturais da nossa sociedade, uma grande parte dos trabalhadores vêem o seu salário a ser absorvido pelo SMN. As relações de trabalho mantêm-se profundamente desequilibradas quer ao nível dos contratos individuais de trabalho quer, da regulamentação colectiva. As mudanças até agora efectuadas não reverteram o desequilíbrio na relação de forças a favor do patronato e o Governo tem recusado restabelecer o direito de contratação colectiva, o que exige, crucialmente, o fim do regime de caducidade e a restauração do princípio do tratamento mais favorável ao trabalhador. O aumento geral dos salários não se efetuou porque a contratação colectiva encontra-se bloqueada pelo patronato. 

A precariedade, continua a aumentar e sem resposta. Há patrões que persistem impunemente em desregular horários, intensificar os ritmos de trabalho, a impor o banco de horas, a laboração continua e a recorrer à intimidação e ao assédio para que os trabalhadores não exerçam os seus direitos individuais e colectivos. Aumenta o número de trabalhadores afectados por doenças profissionais. 

Ler mais...

Trabalhadores do IPO Rejeitam o Banco de Horas – Medida Injusta e Desumana

Os trabalhadores do IPO rejeitam o banco de horas que a administração desta unidade hospitalar se prepara para implementar. Esta medida é desumana e injusta considerando a falta de profissionais de saúde que existe a que se soma o desgaste que estes trabalhadores foram e estão sujeitos nomeadamente nesta altura de pandemia.

Não é assim, que se valoriza os profissionais de saúde!

Foi com perplexidade que os Sindicatos dos Enfermeiros Portugueses e dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Sul e Regiões Autónomas, tomaram conhecimento da Circular interna, de 21 de Julho, emitida pelo Conselho de Administração (CA) do IPO que informa os trabalhadores da decisão de iniciar procedimentos com vista à aplicação do regime de banco de horas grupal.

Ler mais...

GREVE GERAL NA WT PLAY

GREVE GERAL NA WT PLAY- Serviços interactivos de Entretenimento, LDA- Por melhores salários- Fim do Banco de Horas e Progressão nas Carreiras

O Sindicato Nacional dos Trabalhadores das Telecomunicações e Audiovisual (SINTTAV ) decretou Greve Geral para a wt play – serviços interactivos de Entretenimento, LDA, é uma empresas do grupo WTVision que opera no mercado audiovisual Português fornecendo serviços especializados a clientes nas áreas da televisão a que são exemplo; A RTP, NOS, ALTICE, TV Globo entre outras, nas área de infografismo e gestão de canais.

Ler mais...

O Teletrabalho não é solução!

A prestação do trabalho em regime de teletrabalho constitui recentemente a mudança mais importante no domínio da organização do trabalho, neste sentido o SNTCT, realizou no dia 27 de Julho uma Tribuna Pública em frente ao Ministério do trabalho, denunciou um conjunto de situações que se passam ao nível dos trabalhadores dos centros de atendimento das várias empresas de Comunicação.

O Governo do PS encontrou no teletrabalho uma modalidade que, não sendo nova, dá a aparência de modernidade e promove ilusões sobre as suas vantagens para os trabalhadores, omitindo as consequências negativas.

Ler mais...

Jornada da CGTP-IN Termina em Lisboa

As Uniões dos Sindicatos de Lisboa e Setúbal encerraram no dia 15 de Julho a Jornada de Acção e luta com a realização de uma manifestação que se iniciou no Largo do Camões em Lisboa, pelas 10h00 e terminou em frente à Assembleia da República.

 

Esta Iniciativa decorreu durante 4 semanas, só nos distritos de Lisboa e Setúbal foram realizados centenas de plenários, greves e acções de rua, envolvendo milhares de trabalhadores que lutam pelo aumento geral dos salários! Pelo emprego com direitos! Pela revogação das normas gravosas da legislação laboral.

Ler mais...

Jornada de Acção e Luta - 15 de Julho - 10h00 - Concentração no Largo de Camões

A Jornada de Acção e Luta convocada pela CGTP-IN, culmina no dia 15 de Julho, pelas 10h00 com Concentração no Largo de Camões e termina na Assembleia da República.

A quantidade e intensidade da acção e luta reivindicativa desenvolvida nos últimos meses, nos diversos sectores e ramos de actividade no plano nacional e particularmente no Distrito de Lisboa, são uma clara demonstração da dinâmica e capacidade de realização dos sindicatos, da determinação e empenho dos seus dirigentes, delegados, activistas e trabalhadores sindicais.

Acção e luta que comprovam que o esclarecimento, a organização e mobilização dos trabalhadores é o caminho a seguir para a defesa dos seus direitos e a melhoria das suas condições de vida e de trabalho.

Acção e luta que, quer seja no plano sectorial em torno da resolução dos problemas concretos nos locais de trabalho, quer seja no plano da luta mais geral e convergente, demonstra que os trabalhadores não aceitam inevitabilidades, nem que se perpetuem os efeitos desastrosos provocados em parte pela pandemia e por tudo o que esta veio revelar e pôr a nu, resultado das políticas de sucessivos governos PS, PSD, CDS.

Os trabalhadores têm dito presente! Nas inúmeras acções convocadas pelos sindicatos, pela USL ou pela CGTP-IN, nas centenas de plenários, greves, paralisações, acções de rua, em muitos casos na porta das empresas. Contra os abusos e as tentativas do patronato de roubo de direitos e aumento da exploração, contra os despedimentos, contra a precariedade, contra a desregulação dos tempos de trabalho, pelo trabalho com direitos, pelo aumento dos salários, pela contratação colectiva.

Jornada de Acção e luta da CGTP-IN, mobiliza trabalhadores no Distrito de Lisboa.

No Público, no Sector Empresarial do Estado e no Privado!

A Jornada de Acção e Luta, que teve início no dia 21 de Junho e culmina no dia 15 de Julho, tem envolvido milhares de trabalhadores em prol do aumento geral dos salários, pela revogação das normas gravosas da legislação laboral, pela admissão de mais trabalhadores, contra a precariedade, pela melhoria das condições de trabalho. Só nestas duas semanas tivemos inúmeras lutas de diversos sectores de actividade.  

No dia 25 de Junho os trabalhadores da CP e IP Infraestruturas estiveram em Greve pelo aumento dos salários assim como os trabalhadores do dia Minipreço, que levou ao encerramento de muitas lojas e à paralisação da actividade em muitos armazéns. Uma centena de trabalhadores concentraram-se, junto ao portão do posto logístico de Vialonga exigindo o aumento dos salários.Também neste dia, os trabalhadores do Casino do Estoril e Lisboa estiveram concentrados em frente à Assembleia da República a exigir a retoma da actividade. Dirigentes e delegados sindicais da Altice manifestaram-se junto à sede da empresa contra o anúncio da intenção de despedimento de 300 trabalhadores.

Ler mais...

Pôr a Cultura a Mexer! 

Mais Salário, Mais Tempo Pró Lazer! 

 

A Interjovem-Lisboa vai promover uma iniciativa de convívio e de luta dos jovens trabalhadores sob o lema “Pôr a cultura a mexer! Mais salário, mais tempo pró lazer!”, no dia 27 de Junho, pelas 14h30, nos jardins da Torre de Belém.  

 

Esta iniciativa tem como intuito, por um lado, lutar por melhores condições de trabalho do sector da cultura, que atravessa as dificuldades que todos conhecemos, e, por outro, que seja também um momento de luta para afirmar o direito à criação e à fruição cultural, constitucionalmente consagrado, mas que é posto em causa todos os dias com a política de baixos salários, de precariedade e de horários desregulados.  

 

acção terá o seguinte alinhamento: primeiro com alguns apontamentos culturais (música, declamação de poemas, etc.) e outro de pequenas intervenções e testemunhos reais de jovens trabalhadores.  

 

Serão asseguradas todas as condições de higiene e segurança. Os sindicatos e/ou os participantes na iniciativa devem levar, se assim o entenderem, a toalha e a comida/bebida, desde que não sejam alcoólicas.  

Grande adesão dos trabalhadores dos armazéns da DIA/Minipreço no primeiro dia de Greve! 

Amanhã, dia 25 de Junho, o sindicato do Comércio Escritórios e Serviços de Portugal (CESP), realiza uma concentração Nacional de trabalhadores dos armazéns e das lojas pelas 11h00 junto ao armazém de Vialonga (Alverca). 

 

Os trabalhadores dos armazéns da DIA/Minipreço cumprem hoje o primeiro de três dias de Greve, pela valorização do trabalho e dos trabalhadores, por aumentos salariais e pelo cumprimento dos direitos laborais.  

Os primeiros dados permitem já afirmar que a adesão à greve é significativa e expressiva da indignação e determinação destes trabalhadores. 

 

O piquete de Greve no armazém de Torres Novas deu início às 5h30 e conta com mais de 70% de adesão à Greve, e em Vialonga a adesão é superior a 80%.  

 

No armazém de Vialonga, o CESP já denunciou à ACT a substituição ilegal de grevistas, nomeadamente, por trabalhadores de empresas de trabalho temporário e das lojas, nenhum deles trabalhador do referido armazém à data da emissão do pré-aviso de greve, o que constitui uma violação à Lei da Greve.

Privacidade

Está em... Home Acção Reivindicativa