A luta nas empresas de distribuição já deu resultados

No dia 31 de Janeiro os trabalhadores das empresas de distribuição aderiram em força à greve decretada pelo Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal, (CESP).

A União dos Sindicatos de Lisboa/CGTP-IN, esteve presente e saudou os trabalhadores no piquete de Greve junto do Pingo Doce de Benfica, na Avenida do Uruguai. A Indignação é muito grande e os trabalhadores mostraram a sua firmeza e as razões da sua luta. Exigem  receber salário digno e a ter carreira profissional e não estar à mercê da caridade, pressão ou repressão das empresas que estão a operar neste sector de actividade que proporciona milhões de lucro.

A luta já deu resultados: duas das maiores empresas deste sector – Sonae e Pingo Doce / JMR, com a luta realizada e com o anúncio da greve de 31 de Janeiro, processaram já no mês de Janeiro aumentos, nalguns casos aumentos significativos. Naturalmente que, como é sua prática, estes aumentos foram discriminatórios com a utilização de “critérios” para deixar de fora muitos trabalhadores, nomeadamente doentes oncológicos e trabalhadores com doenças profissionais que não preenchiam os critérios de assiduidade, ou avaliação.

Privacidade

Está em... Home Acção Reivindicativa A luta nas empresas de distribuição já deu resultados