Todos ao 1º de Maio - Lutar pelos direitos! Combater a exploração!

A CGTP-IN vai estar na rua, no dia 1 de Maio, dia Internacional do trabalhador. Este ano em Lisboa vai haver duas concentrações, uma no Campo Pequeno, para os trabalhadores dos sindicatos da região de Lisboa e outra junto à Igreja dos Anjos para os trabalhadores dos concelhos de Almada, Seixal, Montijo e Barreiro.

Hoje mais do que nunca é urgente lutar!

A luta e a resistência dos trabalhadores são fundamentais, sobretudo nestes tempos difíceis e complexos em que vivemos.

O patronato com a cobertura do Governo aproveitando as dificuldades provocadas pela situação pandémica existente, avança para despedir, atacar fortemente direitos e salários e procura aprofundar a exploração através da desvalorização do trabalho, agrava as desigualdades e degrada as condições de vida dos trabalhadores e das suas famílias.

Por outro lado, crescem os lucros de grandes grupos económicos e financeiros, com distribuição de milhões de euros aos accionistas, enquanto o governo concede importantes apoios públicos aos negócios de grandes empresas.

O aumento real dos salários não pode continuar a ser negado aos trabalhadores. É urgente inverter o rumo, é preciso romper com o modelo dos baixos salários e de trabalho precário. É fundamental apostar na produção nacional, promover a criação de emprego e tornar o país menos dependente.

É necessário garantir as condições de Higiene, saúde e segurança nos locais de trabalho, de forma a proteger a saúde dos trabalhadores.

O aumento real dos salários e do SMN para os 850€; das pensões, o combate à precariedade, a luta pelas 35 horas e contra a desregulação dos horários de trabalho, a exigência do cumprimento e reposição de direitos, a revogação das normas gravosas da legislação laboral nomeadamente a caducidade da contratação colectiva e a reposição do principio do tratamento mais favorável ao trabalhador, é fundamental para o desenvolvimento do país.

Investir nos serviços públicos nas Funções sociais do Estado, nomeadamente na escola publica, na segurança social é responder às necessidades da população contribuindo para a melhoria da qualidade de vida do povo e para o progresso do país. Está hoje provada a necessidade do reforço do SNS em equipamentos e com mais profissionais, valorizando as suas carreiras e remunerações, como forma a dar resposta séria aos problemas de saúde dos cidadãos.

No dia 1 de Maio, dia do trabalhador vamos estar na rua, para fazer ouvir a nossa voz.

Vamos fazer deste dia um dia de reivindicação e luta!

Privacidade

Está em... Home Emprego Todos ao 1º de Maio - Lutar pelos direitos! Combater a exploração!