Os Trabalhadores da Altice Resistem. A Luta é o Caminho!

Os trabalhadores da Altice não desistem e resistem na luta, hoje estiveram junto do Ministério do Trabalho com as várias organizações representativas de trabalhadores do Grupo Altice, que continuam a luta contra o despedimento colectivo. Nesta concentração puderam contar com a solidariedade e intervenção da União dos Sindicatos de Lisboa e dos sindicatos do distrito de Lisboa.

Os sindicatos denunciaram os objectivos deste despedimento colectivo que envolve centenas de trabalhadores, num momento em que esta empresa teve lucros elevadíssimos. Neste processo  fica claro as repercussões da privatização e como se sobrepõe os interesses dos accionistas, aos interesses do país e dos trabalhadores, isto tudo com a conivência dos sucessivos Governo.

O Governo do PS tem responsabilidades nesta matéria.  Esta é uma empresa estratégica e este processo vem demonstrar que colocar sectores estratégicos nas mãos do grande capital estrangeiro é prejudicial para o país e para os trabalhadores.  O Governo do PS, não pode “assobiar para o lado” . O Governo tem de intervir e travar este desastre económico e social.  É urgente a alteração o Código do Trabalho, nomeadamente a lei dos despedimentos, infelizmente temos uma lei que facilita os despedimentos e não protege a parte mais vulnerável que são os trabalhadores.

A região de Lisboa depara-se com um conjunto significativo de despedimentos em sectores estratégicos como é: a Altice, a Saint Gobain Sekurit, a única fábrica em Portugal que produz vidro automóvel; o sector financeiro temos o exemplo da CGD, entre outros bancos, cuja a administração pretende  encerrar  um conjunto significativo de agências a nível nacional  e em paralelo promove a destruição muitos postos de trabalho, a juntar a este.

A luta é o caminho, tudo faremos para defender os trabalhadores e o emprego de qualidade factor decisivo para o desenvolvimento e progresso do país.