SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE LISBOA PERDE DOIS PROCESSOS E É OBRIGADA A REINTEGRAR DIRIGENTE SINDICAL DO CESP

cespA dirigente sindical do CESP, Catarinha Fachadas, foi alvo de dois processos (crime e disciplinar) que constituíram uma clara acção persecutória por parte da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) à actividade sindical.

No processo-crime a referida dirigente sindical foi considerada inocente. Também no que respeita ao processo disciplinar o Tribunal de trabalho deu razão à trabalhadora, determinando que o processo disciplinar é ilícito. Determinou ainda a devolução do dinheiro descontado pela suspensão e a reintegração da trabalhadora no local de trabalho de onde foi ilegalmente transferida.

A SCML ainda tentou não cumprir a decisão do Tribunal mas foi obrigada a reintegrar a dirigente no seu local de trabalho!

O Sindicato e os trabalhadores lutaram e venceram! A justiça cumpriu o seu papel!