Trabalhadores da SICMAN Lutam e Resistem Contra o Despedimento

O Sindicato dos trabalhadores da Indústria Eléctrica do Sul é Ilhas (SIESI) convocou para o dia 20 de Maio, às 12h00 à porta da sede da SIEMENS, em Alfragide, uma concentração de protesto e denúncia pela integração efectiva dos trabalhadores.

Os trabalhadores da SICMAN, ACE, detida em 95% pela SIEMENS, enfrentaram corajosamente a empresa e derrotaram as suas intenções em avançar com o despedimento colectivo, sob o pretexto da pandemia e da redução do contrato entre a ANA Aeroportos e a SIEMENS.

Com a unidade e a luta, 17 trabalhadores conseguiram anular o despedimento e, provisoriamente, iriam desempenhar funções de inspecção/verificação dos equipamentos do aeroporto (quando antes faziam a manutenção e a reparação dos equipamentos).

Nas reuniões entre o Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Eléctricas do Sul e Ilhas, (SIESI) e a SICMAN, ficou assumido que estes trabalhadores iriam sendo recolocados nas suas funções anteriores, consoante a retoma da actividade do Aeroporto.

No entanto, recentemente foram contratados trabalhadores por via de empresas de trabalho temporário (alguns dos quais foram despedidos o ano passado pela SICMAN) para desempenhar as funções que o grupo que resistiu ao despedimento desempenhava.

Este despedimento é contra os 17 trabalhadores que lutaram e resistiram, esta também é uma luta contra o Movimento Sindical unitário.

A União dos Sindicatos de Lisboa esteve nesta acção em solidariedade com os trabalhadores que lutam e resistem e não abdicam dos seus Direitos.

Privacidade

Está em... Home Acção Reivindicativa Trabalhadores da SICMAN Lutam e Resistem Contra o Despedimento