Obstáculos do SNS, Problemas dos Utentes

Não há espaço para mais falhas no combate à pandemia

Realizou-se ontem, dia 18 de Fevereiro, uma reunião entre a Plataforma Lisboa em Defesa do SNS e o Grupo Municipal de Lisboa do Partido Ecologista Os Verdes a pedido deste Grupo, para uma análise conjunta sobre os principais problemas e preocupações, em tempos de pandemia, na capacidade de resposta do Serviço Nacional de SAÚDE (SNS), na cidade e Área Metropolitana de Lisboa.

A Plataforma Lisboa em Defesa do SNS realça o largo consenso obtido, com especial destaque para o imperativo de o Governo reforçar o investimento no SNS que permita continuar a dar resposta à pandemia e garantir a recuperação rápida das actividades canceladas ou reduzidas para acompanhar os doentes não Covid e promover a medicina preventiva. 

Foi lembrado que a capacidade do SNS, nesta época de crise epidemiológica teria sido melhor e com menor pressão dos profissionais de saúde se: 

- Não tivessem sido encerradas milhares de camas ou unidades hospitalares, como o Hospital do Barro;

- Não tivesse sido destruída parte significativa dos serviços do Hospital Pulido Valente;

- Não houvesse algumas dezenas de centros de saúde instalados em edifícios precários;

- Não tivesse sido negligenciada a importância de implantar uma rede de cuidados continuados pública;

- Não tivesse havido desrespeito sistemático, pelos profissionais de saúde, com a desvalorização das suas carreiras, salários e condições de trabalho que faz com que muitos saiam do SNS.

Assim a Plataforma Lisboa em Defesa do SNS e o Grupo Municipal de Lisboa do Partido Ecologista Os Verdes comprometeram-se, no âmbito da sua intervenção, a levantar estas questões e outras questões exigindo a sua solução, através do reforço SNS.

Ler documento.

Privacidade

Está em... Home Serviços Públicos Obstáculos do SNS, Problemas dos Utentes