União

Política de privacidade para União dos Sindicatos de Lisboa - CGTP-IN

Todas as suas informações pessoais recolhidas, serão usadas para o ajudar a tornar a sua visita no nosso site o mais produtiva e agradável possível.

A garantia da confidencialidade dos dados pessoais dos utilizadores do nosso site é importante para o União dos Sindicatos de Lisboa - CGTP-IN.

Todas as informações pessoais relativas a membros, assinantes, clientes ou visitantes que usem o União dos Sindicatos de Lisboa - CGTP-IN serão tratadas em concordância com a Lei da Proteção de Dados Pessoais de 26 de outubro de 1998 (Lei n.º 67/98).

A informação pessoal recolhida pode incluir o seu nome, e-mail, número de telefone e/ou telemóvel, morada, data de nascimento e/ou outros.

O uso do União dos Sindicatos de Lisboa - CGTP-IN pressupõe a aceitação deste Acordo de privacidade. A equipa do União dos Sindicatos de Lisboa - CGTP-IN reserva-se ao direito de alterar este acordo sem aviso prévio. Deste modo, recomendamos que consulte a nossa política de privacidade com regularidade de forma a estar sempre atualizado.

Os anúncios

Tal como outros websites, coletamos e utilizamos informação contida nos anúncios. A informação contida nos anúncios, inclui o seu endereço IP (Internet Protocol), o seu ISP (Internet Service Provider, como o Sapo, Clix, ou outro), o browser que utilizou ao visitar o nosso website (como o Internet Explorer ou o Firefox), o tempo da sua visita e que páginas visitou dentro do nosso website.

Os Cookies e Web Beacons

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoas quando visita o nosso website. Isto poderá incluir um simples popup, ou uma ligação em vários serviços que providenciamos, tais como fóruns.

Em adição também utilizamos publicidade de terceiros no nosso website para suportar os custos de manutenção. Alguns destes publicitários, poderão utilizar tecnologias como os cookies e/ou web beacons quando publicitam no nosso website, o que fará com que esses publicitários (como o Google através do Google AdSense) também recebam a sua informação pessoal, como o endereço IP, o seu ISP, o seu browser, etc. Esta função é geralmente utilizada para geotargeting (mostrar publicidade de Lisboa apenas aos leitores oriundos de Lisboa por ex.) ou apresentar publicidade direcionada a um tipo de utilizador (como mostrar publicidade de restaurante a um utilizador que visita sites de culinária regularmente, por ex.).

Você detém o poder de desligar os seus cookies, nas opções do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas Anti-Virus, como o Norton Internet Security. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites. Isso poderá afetar ou não permitir que faça logins em programas, sites ou fóruns da nossa e de outras redes.

Ligações a Sites de terceiros

O União dos Sindicatos de Lisboa - CGTP-IN possui ligações para outros sites, os quais, a nosso ver, podem conter informações / ferramentas úteis para os nossos visitantes. A nossa política de privacidade não é aplicada a sites de terceiros, pelo que, caso visite outro site a partir do nosso deverá ler a politica de privacidade do mesmo.

Não nos responsabilizamos pela política de privacidade ou conteúdo presente nesses mesmos sites.

ESTATUTOS DA USL



UNIÃO DOS SINDICATOS DE LISBOA USL/CGTP-IN

 

ESTATUTOS

 

 Estatutos aprovados em Congresso de 11 e 12 de Novembro de 2011, da União dos Sindicatos de Lisboa - USL/CGTP-IN, publicados no Boletim do Trabalho e Emprego, n.º 45, 8/12/2013.

Ler mais: ESTATUTOS DA USL

A UNIÃO DOS SINDICATOS DE LISBOA

A força da Intersindical e presença no contexto da luta dos trabalhadores, o grau de actividade, a importância que ganhou, exigiam uma adaptação da sua estrutura, de forma a poder coordenar a actividade que por todo o país se ia desenvolvendo.

Em 1974 a Central sindical tentava adaptar-se a essa exigência e criava 3 estruturas intermédias de âmbito regional, entre as quais a União de Sindicatos do Sul. Passado um ano, este tipo de organização revelava-se desadequado, impondo-se a criação de estruturas de âmbito distrital, mais consentâneas com a prática entretanto desenvolvida.

A 2 de Agosto de 1975, no Refeitório dos trabalhadores do Banco Espírito Santo e Comercial de Lisboa, uma Assembleia Geral dos sindicatos filiados na Intersindical aprovava os estatutos da União de Sindicatos de Lisboa, dando-se assim o primeiro passo para a criação da estrutura que viria a ter uma papel decisivo nas pequenas e grandes lutas do distrito e do país.

A 4 de Setembro, a direcção da USL tomava posse. Inicialmente sediada na Vítor Cordon, a estrutura assentou toda a sua acção no ano de 1975 num secretariado que dispunha de 9 elementos efectivos e 4 suplentes, contando apenas com um funcionário.

A estrutura iria crescer, implantar-se, ganhando autonomia e espaço próprio.  

ORGANOGRAMA

organograma

Está em... Home União