Acção reivindicativa

CENTENAS DE ACTIVISTAS DAS ORT´S EM LUTA!

FECTRANSRealizou-se uma acção organizada por múltiplos sindicatos do sector dos transportes e comunincações, que contou com centenas de activistas das ort´s na defesa da contratação colectiva, contra o  roubo nos salários e contra a privatização das empresas públicas. Na sua intervenção, Amável Alves, coordenador da FECTRANS, sublinhou as várias lutas marcadas no sector dos transportes na semana de 21 a 25 de Março e a importância da Manifestação de 19 de Março.

ACÇÃO DE DENÚNCIA E COMBATE DA PRECARIEDADE - 3 MARÇO PELAS 17H NA RUA DO CARMO

Interjovem_banca1No seguimento da luta contra a precariedade, a Interjovem/USL desenvolveu em articulação com os Sindicatos uma acção de combate e denuncia da precariedade e de apelo à sindicalização e que serviu ainda de mobilização para a Manifestação Nacional do 19 de Março e para a Manifestação de Jovens Trabalhadores dia 1 de Abril.

Neste seguimento, e na continuação da luta contra a praga social que é a precariedade, a Interjovem/USL vai realizar uma acção de denuncia e combate da precariedade no próximo dia 3 de Março (Quinta-feira) na Rua do Carmo, pelas 17H.

TARJETA MANIFESTAÇÃO 19 MARÇO

cartaz_19_marco

INDIGNAÇÃO E PROTESTO – POR UMA MUDANÇA DE POLÍTICAS

Este é o sentimento que hoje atravessa os milhares de trabalhadores, desempregados e reformados, homens, mulheres e jovens. Todos têm fortes razões para no próximo dia 19 Março sair à rua exigindo a mudança de políticas.

Este Governo elegeu os trabalhadores como o seu principal inimigo, basta verificar todas as medidas já aplicadas (através dos sucessivos PEC’s) e aquelas que se encontram na concertação social.

TARJETA

ACÇÃO DE DENUNCIA E COMBATE À PRECARIEDADE

inter_usl_accao_cmaA Interjovem/USL desenvolve até dia 3 de Março uma acção de sindicalização, denuncia e combate da precariedade e mobilização para a manifestação de dia 19 de Março e para a Manifestação Nacional da Juventude Trabalhador de dia 1 de Abril.

Nas acções já realizadas, tanto no call-center de seguros do grupo caixa, como no edifício do Campo Grande da CML a aceitação foi grande, com o interesse de dezenas de jovens que durante a acção se interessavam em saber mais sobre o sindicato e na resposta a problemas concretos.

As acções da Interjovem/USL vão continuar na próxima semana, culminando numa acção dia 3 no Lg. do Carmo pelas 17H30, onde a juventude irá denunciar a Precariedade, como entrave ao seu futuro.

TRABALHADORES DAS OGFE E MM EM LUTA CONTRA A EXTINÇÃO DE ESTABELECIMENTOS FABRIS DO EXÉRCITO

accao_steffas_23022011A acção de luta, dos trabalhadores da OGFE - Oficinas Gerais de Fardamento e Equipamento e da MM - Manutenção Militar, realizada junto do Ministério da Defesa Nacional no dia 23 de Fevereiro e que reuniu uma centena trabalhadores contra a anunciada extinção destes dois Estabelecimentos Fabris do Exército. No culminar desta acção, foi entregue uma moção pelo STEFFAs, ao mesmo ministério.

Ler Moção

RESOLUÇÃO DO ENCONTRO NACIONAL DOS TRABALHADORES DA ADM. PUBLICA

enc_nac_admin_pubRealizou-se no dia 19 de Fevereiro o Encontro Nacional dos Trabalhadores da Administração Pública Sob o lema “DEFENDER OS SALÁRIOS, OS DIREITOS, AS PENSÕES, OS SERVIÇOS PÚBLICOS E A DEMOCRACIA”.

Participaram neste encontro Centenas de trabalhadores e activistas sindicais que se deslocaram da Voz do Operário em desfile até à praça da Figueira.

 

RESOLUÇÃO

23 FEVEREIRO - ACÇÃO PROTESTO STEFFA's "CONTRA A EXTINÇÃO DAS OFICINAS DE FARDAMENTO"

 DSC00336O Sindicato dos EFFAS realiza uma acção de protesto com os trabalhadores das Oficinas Gerais de Fardamento e Equipamento – Manutenção Militar no dia 23/2/11, pelas 11H00 junto do Ministério da Defesa Nacional.

Os trabalhadores exigem a imediata suspensão do processo de extinção que está a ser anunciado, exigir a continuidade de todos os postos de trabalho e integral efectivação dos direitos que aos trabalhadores assistem.

 

Comunicado STEFFA's

 

ACÇÃO DE SOLIDARIEDADE EXIGIMOS A REINTEGRAÇÃO DO DELEGADO SINDICAL DA EMEL

emel623 FEV- (QUARTA FEIRA) - DAS 11H30 ÀS 13H NA SEDE DA EMEL (AV. BERNA, Nº 1)

A EMEL avançou com o despedimento do nosso delegado sindical do CESP, por este cumprir o seu papel numa reunião de trabalho, exigindo a reposição dos factos face à intervenção do presidente da EMEL sobre o caderno reivindicativo apresentado pelos trabalhadores.

 

A Administração da EMEL alega incumprimento do “Dever de Obediência”. Nós afirmamos Intromissão e Violação do direito Livre Exercício da Actividade Sindical!

A solidariedade sindical é fundamental para exigir a reposição da legalidade e a reintegração imediata do delegado sindical no seu local de trabalho!

EMEL DESPEDE DELEGADO SINDICAL DO CESP EM CLARO DESRESPEITO Á LIBERDADE SINDICAL

emel6Os trabalhadores da EMEL lutam há 6 anos pelo direito à contratação colectiva e pela consagração dos seus direitos num Acordo de Empresa.

No âmbito desta luta, apresentaram à administração em Outubro de 2010 um caderno reivindicativo aprovado em Plenário, com as suas justas reivindicações. Em Novembro e sem resposta à solicitação de uma reunião para discussão das matérias do caderno reivindicativo, os trabalhadores apresentam um abaixo assinado com a exigência de resposta ao mesmo.

 

Numa reunião de trabalho convocada pela administração da Emel com todos os trabalhadores do sector operacional para discutir o "futuro da empresa", o Sr. Presidente na sua intervenção inicial coloca questões sobre o referido caderno reivindicativo e o abaixo-assinado, levando o delegado sindical a intervir para repor a verdade dos factos.

 

 

 

 

Ler mais: EMEL DESPEDE DELEGADO SINDICAL DO CESP EM CLARO DESRESPEITO Á LIBERDADE SINDICAL

Privacidade

Está em... Home Acção Reivindicativa