NATALIDADE, FECUNDIDADE E GOZO DE LICENÇAS PARENTAIS

A Comissão para a Igualdade entre Mulheres e Homens da CGTP-IN, com a colaboração o do gabinete de estudos da central, lançaram um último estudo sobre o problema da natalidade e a fecundidade estarem a diminuir no nosso país há várias décadas.
Há factores sociológicos que explicam essa redução ou o seu adiamento, mas também há condicionantes económicas e laborais, como o ter ou não emprego, a estabilidade dos vínculos, os salários auferidos, a organização e o tempo de trabalho, o acesso à habitação, entre outros factores, que levam a que a fecundidade desejada não seja muitas vezes concretizada ou que seja adiada, o que tem reflexos na natalidade.
A grande maioria dos inquiridos (cerca de 90% no caso das mulheres) considerou que devem existir incentivos à natalidade, sendo o alargamento da rede e o acesso a creches, jardins-de-infância e ATL a opção que teve mais respostas.

Privacidade

Está em... Home Políticas Sociais NATALIDADE, FECUNDIDADE E GOZO DE LICENÇAS PARENTAIS